Aquivos por Autor: lhrmota

Implementação das faixas BUS+BICI – resposta ao ver. Nunes da Silva

Após intensa discussão na lista de correio electrónico da MUBi, acordou-se no texto de uma tomada de posição relativa às faixas BUS+BICI. Assim, enviou-se a seguinte mensagem ao ver. Nunes da Silva:

A MUBi quer, em primeiro lugar, agradecer ao Sr. Ver. Nunes da Silva a disponibilidade demonstrada ao receber os representantes da MUBi para uma conversa aberta sobre a implementação deste projecto. Uma vez que este foi escolhido no âmbito do Orçamento Participativo, faz todo o sentido que os proponentes, votantes e interessados tenham oportunidade para participar na sua implementação. Esta atitude dialogante é certamente de saudar.

Durante esse diálogo, o Sr. Vereador apresentou as linhas de desenvolvimento do projecto, que tivemos oportunidade de questionar e discutir. Depois de uma discussão mais alargada, junto da comunidade participante na MUBi, gostaríamos agora de partilhar mais formalmente com a equipa camarária as seguintes conclusões:

  • Consideramos desadequada a localização proposta, a Av. da Liberdade, pois tem nas suas imediações vias mais propícias à circulação de bicicletas: justamente as laterais da mesma avenida, onde o trânsito se processa com menor velocidade;
  • Gostaríamos de alertar que uma escolha desadequada para teste destas vias poderá tornar inconclusiva a viabilidade do projecto, e por isso achamos que a mesma deverá ser ponderada;
  • Compreendemos que a escolha da localização de teste deva ser consertada com a Carris, mas deve ao mesmo tempo ser consertada com os utilizadores de bicicleta e de certeza que se poderá chegar a um entendimento comum numa outra artéria mais adequada.
  • A artéria que consideramos mais adequada para este projecto piloto é a Av. Fontes Pereira de Melo, sobretudo no sentido ascendente e gostaríamos que o teste a esta solução seja estendido a esta artéria, conforme sugerido na reunião.

Adicionalmente, gostaríamos que fosse esclarecido o destino dos 700 000€, pois consideramos desproporcional este valor, se o mesmo se destinar apenas para esta localização.

Continuar a ler

Audiência com o Ver. Nunes da Silva – memorando

A 17 de Fevereiro, a MUBi, através dos seus representantes Rui Costa, Tiago Carvalho e João Branco foi recebida pelo Vereador do Pelouro da Mobilidade da Câmara Municipal, Professor Nunes da Silva.
Apresenta-se em seguida uma acta informal, da interpretação dos representantes da MUBi sobre a conversa e o seu sentido.

A MUBi apresentou-se:

A MUBi foi criada na sequência de apelos à cidadania como o orçamento participativo, e pretende ser uma voz dos ciclistas veiculares urbanos. Estamos interessados em oferecer os nossos préstimos a partes interessadas conhecer as experiências, opiniões, aspirações e necessidades de quem anda de bicicleta em Lisboa.

Para tal, recolhemos informações neste âmbito e tentamos transmiti-las aos decisores, e ao público em geral.

Interessa-nos a bicicleta enquanto parte integrante da mobilidade, e não tanto como elemento lúdico.

Assim sendo, é do nosso interesse ver a mobilidade ciclável a fazer parte dos projectos de mobilidade (e.g. PUALZE, reorganização do trânsito na Ribeira das Naus) e não, como algo que é tratado à parte destes planos. Seria do nosso interesse ver, por exemplo, os planos para vias cicláveis organizados pelo pelouro dos Espaços Verdes e Jardins serem articulados  em grande proximidade com os planos de trânsito do pelouro da Mobilidade.

O Vereador passou à resposta:

- Informou de que a razão pela qual no executivo anterior as bicicletas ficaram fora do pelouro da mobilidade teve que ver com alguma indefinição sobre o pelouro da mobilidade, as suas competências e responsabilidades, algo que no actual executivo se encontra ultrapassado.

Deu-nos a entender que o projecto das bicicletas de uso partilhado, apesar de continuar a ser do pelouro dos jardins, é agora também acompanhado pelo pelouro da mobilidade – não foi, no entanto, peremptório acerca do nível de articulação e competências.
Informou-nos que neste momento há 4 consórcios em diálogo concorrencial e que o contrato será atribuído através de um júri, em articulação com a Federação Portuguesa de Cicloturismo e Utilizadores de Bicicletas que olhará a:
- Custo para a CML
- Conforto da Bicicleta ( apreciação que contará com a colaboração da FPCUB )
- Integração com os sistemas Lisboa Viva, Viva Lisboa , passes sociais, e demais sistemas dos transportes públicos em operação em Lisboa.
- Disponibilidade do Serviço (ou seja,  disponibilidade dos veículos e locais de parqueamento nos locais úteis)

Continuar a ler

Audiência a propósito das bicicletas partilhadas.

Foi pedida uma audiência com o Ver. Sá Fernandes, da CML, para discutir a implementação das bicicletas partilhadas. Espera-se ainda a resposta.

Audiência com o Ver. Nunes da Silva

Decorreu, como previsto, no passado dia 17, com presença de três representantes da MUBi. O encontro foi positivo e muito em breve será aqui colocado um resumo.

Audiência com o Ver. Nunes da Silva – já agendada

A audiência vai ser na próxima quarta, 17-2, às 18h.

Audiência com o Ver. Nunes da Silva – em andamento

Já houve um contacto telefónico por parte do gabinete do vereador a indicar que a audiência está para ser marcada. Esperemos desenvolvimentos…

Pedido de audiência ao Ver. Nunes da Silva – CML

Foi hoje pedida uma audiência ao vereador com o pelouro de “Mobilidade, Infra-Estruturas e Obras Municipais” a propósito das faixas BUS+BICI. Aguarda-se a resposta…

Bicicletas no Orçamento Participativo de Lisboa

Uma proposta relativa a bicicletas foi aprovada no OP. A MUBi quer acompanhar a execução deste projecto e está a discutir o assunto aqui.

Lista de mail da MUBi

Grande parte da actividade da MUBi vai sendo discutida na lista de mail. Quem quiser participar mais activamente, é favor ir até http://groups.google.com/group/Mubi-geral

Blog criado.

Este blog pretende ser um registo de todos os eventos importantes da MUBi: reuniões, audiências, actividades públicas…

Espera-se que em breve esteja cheio…